Quinta-feira, 3 de Abril de 2008

CAMPEÃO

Esta coisa do elevador vai sendo traumatizante para mim. Tivesse eu menos idade e acho que preferia subir ao 6º andar pelas escadas.

Há uns anos, a Letícia não reparou que eu não tinha entrado e o elevador arrancou deixando-me da parte de fora. Pormenor muito importante: eu estava preso pela trela, que felizmente era extensível e a viagem só até ao 2º andar. Mesmo assim, fui içado pelo ar, até ao tecto do rés-do-chão, até ao momento em que a trela estoirou nas mãos da minha dona, que viveu verdadeiro pânico naqueles segundos. Achou que me ía encontrar degolado, quando desceu as escadas a correr. Mas eu estava apenas parado na porta do elevador, sem perceber nada do que tinha acontecido, e mais uma vez...calmo!

 

Hoje...mais um incidente. Atrasei-me a sair do elevador, e mais uma vez a distracção da minha dona me valeu levar com a porta numa patinha, que bem me doeu. E a pancada foi tal que pensava que tinha a pata partida. As primeiras tentativas para a colocar no chão resultaram em queda, visto que era a pata esquerda da frente e perdia o equilíbrio. Mais um susto que se resolveu com uns minutos de massagem, muitos beijinhos, muitas festinhas, merecidas, aliás!

 

Aqui estou eu de novo...NOVO!  À campeão, mesmo.

publicado por Leticia às 03:55
| comentar | favorito
1 comentário:
De atever a 29 de Maio de 2008 às 14:52
Olha, apesar de continuar bastante "incomodado" com a "pedra" (que parece escolher a noite para me chatear), e mesmo depois de ter decidido fechar temporariamente o "Recomeçar" (não encontro posição de ficar sentado no PC, com estas malditas dores), não resisti a esta fofura.
Dei uma volta pelo blogue e fiquei, mais uma vez, indignado com a mentalidade "tuga". Tanto dos donos que não são dignos de ter um animal, como da sociedade em geral, que continua a discriminar para não ter de responsabilizar. É muito mais fácil proibir do que exigir.
Em França, quando me sentei numa esplanada com a Nina, veio uma senhora e colocou uma tigela de água para ela beber. Na maioria dos parques de campismo portugueses ainda prevalece a proibição e mesmo nos que admitem animais, não o permitem em Bungalows. Ora eu estive em Paris, num Bungalow do camping do Bosque de Bolonha e a Nina estava connosco.
Em 2006, num restaurante em Monção entrou um casal com dois cães (a minha tinha ficado no carro, porque já conheço as regras) e foi um problema para os deixarem ficar. Foram desterrados para uma mesa meio escondida porque a senhora afirmava que se estivessem à vista, a clientela não entrava. No entanto a mesa ao lado da minha foi ocupada por quatro fumadores que, no fim da refeição, encheram de tal maneira a sala (numa cave…) com fumo que eu comecei a ficar sufocado e tive de sair mais cedo (em tempos fui fumador mas desde que fiquei sem um lóbulo do pulmão direito e tive uma pneumonia em consequência de uma infecção hospitalar, apanhada na mesma altura, não suporto fumo de espécie nenhuma).
Mais uma vez se confirmou a hipocrisia e a ignorância do ser humano.
Beijo.

Comentar post

"Chegará o dia em que os homens conhecerão o íntimo dos animais; e nesse dia, um crime contra um animal será considerado um crime contra a Humanidade". (Leonardo da Vinci)

.Março 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
30
31

.arquivos

. Março 2012

. Junho 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.as minhas fotos

.links